CABALÁ E CURA

Vivemos um tempo de mudança de paradigmas sobre a relação entre ciência e espiritualidade. Atualmente, até a medicina convencional, realiza pesquisas para saber até que ponto a espiritualidade pode influenciar na capacidade do ser humano de recuperar-se das doenças.
Quando falamos de cura na Cabala, não estamos nos referindo apenas ao nosso corpo físico. A doença pode se manifestar como pobreza, separação, solidão, família desestruturada, mas também como uma doença no coração.
O corpo humano tem uma linguagem própria, tanto fisicamente (temperatura, pressão arterial, ritmo cardíaco) quanto do ponto de vista simbólico. Cada falta ou desequilíbrio representa uma imperfeição da alma, transformando-se em oportunidades de crescimento. 
Sabemos que em hebraico as palavras são mais que simples junções de letras. Cada nome, em hebraico, contém o tipo de energia ou qualidade de alma que está embutido dentro de si (DNA ESPIRITUAL). Através da análise do nome de uma parte do corpo (desdobramento de sua raiz, valor numérico) podemos ter acesso a linguagem simbólica do nosso corpo.
Exemplo: O valor numérico da palavra laringe (garon) é 259, o mesmo valor da palavra “natar”, que em hebraico significa guardar. Segundo a Cabala, a chave de uma patologia na laringe poderia ser: dificuldade para exteriorizar sentimentos, necessidade de expressar uma angústia ou rancor, ficar com algo “atravessado” na garganta.